Online

2ª a 6ª Feira
das 09:00
às 18:00hs
Acesso Interno
 
 

Categorias Estado Cidade Bairro Nome

Poemas & Poesias


MANHÃ EBÂNEA

Enviado por Milto Fonseca em 18/7/2008 21:40:37

é manhã de primavera
a solidão em mim continua
abro a porta saio na rua não vejo o sol
despediu-se a lua o céu é ebâneo
o tempo é frio não tenho ninguém
morro sozinho no relento da aurora
caminho no eido ela foi embora c
omo dói em meu peito
a tímida brisa me vem de encontro
ambas ao frio combinam
ou confronto olho ao céu nada eu vejo
sua imagem no ar oculta
eu beijo sento em um banco
consulto essa mente tudo está branco
triste e doente vem um colibri
minhas flores beijar só não vem quem eu amo
de amor me falar o triste canário me olha
o momento talvez compreenda meu sofrimento
apanho a caneta começo a escrever tudo que sinto e só sinto você não sinto a vida nem minha existência
senão tenho você que é a minha essência olhe em sua volta e tente me ver minha querida é preciso entender que esse amor só existe porque existe você.

Email do autor:msfonseca@click21.com.br

Banners